Partido tenta mas não consegue impedir divulgação de pesquisa

Jose Roberto de Toledo

18 de março de 2010 | 15h49

Presidente do PRTB, Levy Fidelix (o do aerotrem) entrou com ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para impedir a divulgação da pesquisa Ibope/CNI sobre a eleição presidencial. Ele estava na bronca porque seu nome não foi incluído entre os presidenciáveis. O ministro Aldir Passarinho indeferiu o pedido.

Em sua decisão, o ministro explicou que, pela legislação e jurisprudência em vigor, os institutos só serão obrigados a incluir todos os nomes de candidatos nos questionários da pesquisa a partir de 5 de julho. É essa a data limite para o registro de candidaturas junto à Justiça eleitoral. Até lá, é pré-campanha, sem candidaturas oficializadas, sem candidatos registrados. Mais no site do TSE.

Mas, como o status da pesquisa Ibope/CNI no site do TSE aparece como “pedida impugnação”, bastou para uma onda de boatos e disse-que-disse varrer a internet com as teorias conspiratórias de sempre.

Segue o jogo.

PS: o plenário do TSE negou, por unanimidade, o recurso do PRTB à decisão do ministro Aldir Passarinho.