No 2º turno, eleitores são a vanguarda e políticos, a manada