Caça a 25% de “inatingíveis” marca fase final da campanha

Jose Roberto de Toledo

06 de agosto de 2010 | 22h02

(texto publicado na edição impressa do Estado)

Está cada vez mais difícil para a campanha de Dilma Rousseff (PT) mostrar, ao eleitorado que ainda não sabe, que ela é a candidata de Lula. Desde meados de junho, segue imóvel o quarto de “inatingíveis”, os 25% de eleitores que desconhecem quem o presidente apoia ou citam outro nome que não o da petista.

A “caça” a esse eleitorado, por todos os candidatos, caracteriza a última etapa da campanha eleitoral. E o meio que lhes resta para tentar atingi-lo é a TV, seja através dos debates e entrevistas exclusivas em programas jornalísticos, seja, em última instância, via propaganda compulsória a partir de 17 de agosto.

Os “inatingíveis” são majoritariamente do sexo feminino, têm menos de 24 anos, não passaram das primeiras séries do ensino fundamental, moram na periferia das metrópoles e no Nordeste. Isso não exclui a existência de “inatingíveis” homens e em outras regiões do país.

O que esta pesquisa Ibope mostra é que sem aumentar o grau de conhecimento sobre sua relação com Lula nesse segmento do eleitorado, dificilmente Dilma conseguirá ir além dos cinco pontos de vantagem sobre José Serra (PSDB).

Por isso é difícil compreender por que Dilma só citou o nome de seu patrono depois de transcorrida uma hora e meia do debate da Band, na quinta-feira à noite, quando a audiência já havia caído a menos da metade.

Para Serra, os “inatingíveis” também são prioritários. Mas sua preocupação não é em conquistá-los, e sim em mantê-los. Nada menos do que 31% dos eleitores de Serra não sabem que Dilma é a candidata de Lula. Se descobrirem, o tucano corre o risco de ver uma transfusão direta de seu percentual de intenção de voto para o da petista.

Para complicar a vida de Serra, nada menos do que um terço dos “inatingíveis” são beneficiários diretos ou moram com alguém que é usuário de pelo menos um dos programas sociais do governo Lula, como o Bolsa Família ou o Luz Para Todos. É por essa razão que o tucano endossa esses programas.

Tudo o que sabemos sobre:

2010DilmaeleiçãoibopepesquisaSerra

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.