A última chance de Serra

A última chance de Serra

Jose Roberto de Toledo

25 de outubro de 2010 | 00h49

Os mapas que ilustram esta nota são proporcionais em tamanho à intenção de voto de Dilma e Serra. Estão distorcidos para mostrar o peso de cada região no cômputo geral dos votos. O Nordeste é inchado para Dilma porque tem um peso maior na sua votação.

Comparando-se os mapas do tucano e da petista, percebe-se que há equilíbrio nas proporções das demais regiões. Para virar a eleição, a última chance de Serra é desequilibrar o mapa de votação no Sudeste e no Sul. Por isso, concentrou sua campanha nessas regiões na reta final.

É principalmente no Sudeste que se deve procurar mudança de tendência nestas últimas pesquisas.

Tudo o que sabemos sobre:

2010eleiçãoibopepesquisa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.