Temer fará pronunciamento se denúncia for arquivada

Vera Magalhães

02 Agosto 2017 | 12h01

O presidente Michel Temer deverá fazer um pronunciamento amanhã caso a Câmara conclua hoje a votação do relatório do deputado Paulo Abi Ackel e arquive a denúncia contra ele por corrupção passiva.

O texto já está sendo finalizado pelo marqueteiro Elsinho Mouco. Temer deverá se dispor a conduzir a “travessia” até o governo eleito em 2018 com “tranquilidade”.

Fará uma defesa da necessidade da reforma da Previdência, da intensificação do ajuste fiscal e da ênfase na recuperação da economia.

O peemedebista usará a fala não para alardear força política com a esperada vitoria na Câmara, mas para tentar aplacar a rejeição a seu governo, que atingiu o ápice depois da denúncia feita por Rodrigo Janot a partir da delação da cúpula da JBS.

Ainda não está definido se Temer convocará rede nacional de rádio e TV — caminho considerado arriscado, pelo risco de protestos — ou se fará uma declaração pública no próprio Planalto, ao lado dos ministros.