PSDB quer indicar substituto de Geddel

Vera Magalhães

25 de novembro de 2016 | 14h31

O PSDB pressiona o presidente Michel Temer para que nomeie o atual líder do partido na Câmara, Antônio Imbassahy (BA), para o lugar de Geddel Vieira Lima na Secretaria de Governo.

Geddel pediu demissão nesta sexta-feira, uma semana depois da saída de Marcelo Calero da Cultura devido a pressões do ex-articulador político para que o colega intercedesse para liberar um empreendimento imobiliário em que ele tinha um apartamento em Salvador.

O PSDB acha que, tragado pela crise envolvendo Geddel, Michel Temer precisará mais de suporte dos tucanos. Para isso, querem participar mais diretamente do comando político do governo.

Além de Imbassahy, nomes cotados para a articulação política são o secretário especial Moreira Franco e o líder do governo na Câmara, Andre Moura. O problema é que ambos são alvo de denúncias ou estão na mira da Lava Jato.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.