Governo nega concessões para aprovar teto

Vera Magalhães

05 de setembro de 2016 | 03h01

Se a reforma pode esperar, a ordem de Michel Temer é pressão total para votar antes de dezembro a proposta de emenda constitucional que limita o crescimento dos gastos do setor público federal à inflação por 20 anos, sem concessões no texto para facilitar sua aprovação. “Teto é teto, e nesse não haverá nenhuma claraboia”, diz Eliseu Padilha.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.