Em meio à crise nos presídios, Temer vai a funeral de Soares

Vera Magalhães

08 de janeiro de 2017 | 14h21

Em meio à crise nos presídios brasileiros deflagrada há uma semana, o presidente Michel Temer viajará a Lisboa para o funeral do ex-presidente português Mario Soares.

A decisão de viajar foi tomada pela importância histórica de Soares e a necessidade de reforçar os laços entre Brasil e Portugal.

Temer também foi aconselhado a não ficar “refém” da crise dos presídios, sobre cujos desdobramentos existe pouco controle federal.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, em plena campanha pela reeleição, assumirá a presidência interinamente até terça-feira. Se houver necessidade de novas reuniões ministeriais para tratar da agudização da crise, terá de ser pilotada por ele.

Tendências: