As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Militares acusados pela morte de dirigente comunista serão ouvidos no Rio pela Comissão da Verdade

Roldão Arruda

13 de agosto de 2013 | 22h48

Luciana Nunes Leal

Quatro militares apontados como responsáveis pela tortura e morte do dirigente comunista Mário Alves, em 1970, no DOI-Codi do Rio, serão ouvidos nesta quarta-feira, 14, por integrantes da Comissão Nacional da Verdade e da Comissão Estadual do Rio de Janeiro. Os ex-tenentes do Exército Luiz Mário Correia Lima, Roberto Duque Estrada e Dulene Garcez e o ex-major do Corpo de Bombeiros Valter da Costa Jacarandá foram intimados pela Polícia Federal.

Participarão da audiência pública como testemunhas os ex-presos políticos Álvaro Caldas, José Luís Sabóia, José Carlos Tórtima, Maria Dalva Leite de Castro, Newton Leão Duarte e Paulo Sérgio Paranhos. Os seis estiveram estiveram detidos no DOI-Codi na mesma época. Lúcia, filha de Mário Alves, um dos fundadores do Partido Comunista Brasileiro Revolucionário (PCBR), também assistirá ao depoimento, na Assembleia Legislativa.

Acompanhe o blog pelo Twitter – @Roarruda

 

publicidade

publicidade