Fotos registram mudanças no jornalismo e no Brasil

AO VIVO

Eleições: 2020: notícias, resultados e apuração do 2° turno

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Fotos registram mudanças no jornalismo e no Brasil

Roldão Arruda

26 de janeiro de 2013 | 16h59

Vale a pena uma visita à exposição As origens do fotojornalismo no Brasil: um olhar sobre O Cruzeiro (1940-1960), organizada pelo Instituto Moreira Salles de São Paulo, com a curadoria da professora Helouise Costa, do Museu de Arte Contemporânea da USP, e Sérgio Burgi, coordenador de fotografia do Instituto. Com mais de 400 imagens, apresenta a história da principal revista ilustrada brasileira do século 20, e o seu papel na implantação do fotojornalismo no país.

O foco da exposição são as décadas de 1940 e 1950, período de maior atividade e difusão de O Cruzeiro, uma publicação do grupo Diários Associados, de Assis Chateaubriand. Uma das preocupações dos curadores é apresentar um pouco da história do jornalismo naquele período, com a disputa entre duas fortes correntes em torno do papel da fotografia. Por tabela, é possível perceber também o papel da fotografia na construção do pensamento brasileiro; e as mudanças ocorridas de lá para cá.

Fotos de tratores avançando em plena floresta, acompanhadas por textos com rasgados elogios à devastação, mostram que não mudamos o quanto deveríamos, mas que já avançamos. A parte da exposição sobre os contatos com os xavantes e outros grupos indígenas também é reveladora.

A foto apresentada acima é de 1950 e foi feita por Jean Manzon, um dos fotógrafos mais destacados daquele período. Está exposta com a seguinte apresentação: ‘Cena urbana com pedestres no centro de São Paulo’. Além de Manzon, aparecem trabalhos de José Medeiros, Henri Ballot, Pierre Verger, Marcel Gautherot, Carlos Moskovics, Flávio Damm e Luiz Carlos Barreto, entre outros

A exposição fica aberta até 31 de março, de terça a sexta, das 13h às 19h. Sábados, domingos e feriados, das 13h às 18h. A sede paulistana do Instituto Moreira Salles fica no bairro de Higienópolis, na Rua Piauí, 844, 1º andar. A entrada é franca.

Acompanhe o blog pelo Twitter – @Roarruda

 

publicidade

publicidade