As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ato público defenderá cotas raciais em escolas paulistas

Roldão Arruda

08 de maio de 2012 | 20h40

Está programado para quinta-feira (10) um ato público em defesa da criação de cotas para a população negra nas universidades estaduais paulistas. A manifestação, organizada pelo Comitê Contra o Genocídio da População Negra, deve começar às 16h30, na Praça da Sé.

Nenhuma das quatro instituições públicas de ensino superior do Estado (USP, Unicamp, Unesp e Fatec) adota o programa de cotas raciais. As quatro seguem a orientação da cota social, que privilegia estudantes provenientes de escolas públicas.

O ato programado para a quinta-feira, sob o nome Cotas Já, faz parte de uma série de mobilizações do movimento negro para convencer os reitores e os conselhos universitários estaduais a mudarem os atuais critérios. O movimento é estimulado pela recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). que considerou constitucional a adoção das cotas raciais.

Tudo o que sabemos sobre:

cotas raciaisFatecUnespUnicampUSP

publicidade

publicidade