As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Enquete: Você acha que Orlando Silva vai conseguir se manter no cargo após denúncias de corrupção?

Jennifer Gonzales

17 de outubro de 2011 | 19h49

O ‘Estado‘ revelou, em uma série de reportagens publicadas em fevereiro deste ano, que o principal programa do ministério, o Segundo Tempo, se transformou em um instrumento financeiro do PCdoB, partido de Orlando Silva. Sem licitação, o ministro entregou o programa a entidades ligadas ao partido, cujos contratos com essas ONGs somaram R$ 30 milhões só em 2010.

Em entrevista à revista Veja, o policial militar e ex-militante do PCdoB, confirmou o favorecimento do partido nos contratos e afirma que o ministro recebeu pessoalmente remessas de dinheiro do esquema entregues na garagem do Ministério do Esporte.

Ao saber das denúncias, o ministro procurou Dilma, disse que iria pedir uma investigação à Polícia Federal e se colocou à disposição do Congresso para prestar esclarecimentos. Nesta segunda-feira, 17, em coletiva de imprensa o ministro disse que procurou o militar à pedido de seu antecessor, Agnelo Queiroz. Em entrevista ao Estado, o policial Ferreira afirmou que o ministro propôs acordo para ficar quieto.

[poll id=”82″]

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.