As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vídeo de 2008 mostra bate-boca entre Índio da Costa e moradores da Rocinha

Jennifer Gonzales

29 de outubro de 2010 | 21h17

Um vídeo de 2008 em que Índio da Costa (DEM), deputado federal e candidato à vice-presidente da República na chapa do tucano José Serra (PSDB), discute com moradores da favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, está circulando pela internet.

O vídeo foi feito quando eram disputada a eleição municipal. Um grupo de moradores da favela começa a acusar Índio de ‘nunca ter feito nada’ pela Rocinha. E então repórteres perguntam a um morador identificado como Léo o que Índio já fez pela Rocinha. ‘Nunca fez nada!’, responde Léo.

Outro morador, não identificado, aparece dizendo que “esse aí de dois em dois anos compra a gente.” Léo volta a dizer que Índio “prometeu um montão de coisa” (para ser deputado) “e até hoje não voltou. Volta assim, para aparecer…”

As declarações de Índio são difíceis de ouvir. Em determinado momento, ele diz ter sido o vereador mais votado na favela. Depois, alega que está sendo impedido de fazer campanha na Rocinha.

Adiante, outro morador acusa o deputado de “faltar com a verdade” e diz que quem fez o projeto do Mercado Popular foi a vereadora do PR, Liliam Sá. Índio tenta argumentar, mas suas declarações seguem inaudíveis. Alguém chama Índio de “covarde”.

Ao final, um morador negro diz que trabalhou com Índio e que o deputado nunca visitou a sua comunidade. Depois dessa última interpelação, após mais de três minutos de discussão, Índio dá as costas aos moradores e sai andando. Alguém pergunta: “Tá fugindo, filho? Tá fugindo?”. O grupo de moradores vaia o deputado e ainda o chama de “71” (referência ao artigo 171 do Código Penal, que versa sobre ‘estelionato’).

Assista ao vídeo na íntegra:

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: