As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vereadores tucanos de SP podem migrar para o PMDB com Kassab

TANIA MARIA BARBOSA MARTIN

08 de fevereiro de 2011 | 16h09

Alberto Bombig

Se for mesmo para o PMDB, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), deverá levar com ele alguns vereadores do PSDB insatisfeitos com o governador do Estado, o tucano Geraldo Alckmin, e com seu grupo político, composto principalmente pelos secretários estaduais Silvio Torres (Habitação), Julio Semeghini (Gestão Pública), Edson Aparecido (Gestão Metropolitana) e Saulo de Castro Abreu Filho (Transportes) .

Os parlamentares estão insatisfeitos com a forma como Alckmin planeja conduzir o processo para a escolha do candidato do PSDB a prefeito da capital, na eleição do ano que vem. Segundo dois vereadores ouvidos pelo Estado, todos os sinais emitidos até agora pelo governador e por seu grupo são de que não haverá uma consulta ampla e democrática ao partido.

Em português claro, os vereadores tucanos acham que Alckmin apenas indicará o candidato e que o escolhido não será da atual bancada de vereadores. Por isso, pelo menos 7 dos 13 parlamantares municipais se assanham com a possibilidade de migrar para o PMDB com Kassab. Em 2008, a maioria da bancada de vereadores do PSDB esteve com Kassab na eleição contra o próprio Alckmin e hoje integra sua base de apoio.

Tudo o que sabemos sobre:

DEMGilberto KassabPMDBvereadores

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.