As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Veja as frases de destaque do 27º dia de julgamento do mensalão

Redação

24 de setembro de 2012 | 19h48

No 27º dia de julgamento do mensalão, o revisor do processo, ministro Ricardo Lewandowski, condenou o ex-deputado Valdemar Costa Neto e Jacinto Lamas, tesoureiro do extinto Partido Liberal (PL), por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Ainda quanto aos réus da legenda, condenou o ex-parlamentar bispo Rodrigues por corrupção passiva e o absolveu de lavagem de dinheiro, além de ter julgado improcedente a denúncia contra Antônio Lamas.

Lewandowski também acabou de analisar o caso dos réus ligados ao Partido Progressita (PP). O ex-deputado Pedro Henry foi absolvido de todos os crimes, enquanto Pedro Corrêa foi absolvido de lavagem de dinheiro e condenado por formação de quadrilha e corrupção passiva – mesma situação de João Claúdio Genu.

Breno Fischberg, empresário da Bônus Banval, foi absolvido de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha pelo relator, enquanto seu sócio, Enivaldo Quadrado, foi condenado por ambos os crimes.

Veja as principais frases da sessão:

“Seu papel não se resumia a simples mensageiro ou mero coletor de recursos. Passou sim a ser um dos articuladores” – ministro revisor Ricardo Lewandowski sobre Jacinto Lamas.

“Não há como negar a participação de Lamas na estrutura montada para o recebimento de recursos” – ministro revisor Ricardo Lewandowski

“Lamas teve participação ativa na forma de recebimento dos valores destinados ao seu superior” – ministro revisor Ricardo Lewandowski

“Lamas era homem de confiança de Costa Neto e teve participação nos repasses” – ministro revisor Ricardo Lewandowski

“[Valdemar Costa Neto] não se limitou a receber de forma dissimulada a vantagem indevida, ele foi além” – ministro revisor Ricardo Lewandowski

“O réu articulou a realização de um contrato com a empresa Guaranhuns” – ministro revisor Ricardo Lewandowski sobre Valdemar Costa Neto

“Reconheço que Valdemar da Costa Neto a praticou [a corrupção]” – ministro revisor Ricardo Lewandowski

“Seja a compra de certificados para reflorestamento, seja o empréstimo que não foi provado, apenas serviram como biombo para que a Guaranhuns lavasse dinheiro recebido de forma sistemática. A Guaranhuns é uma verdadeira lavanderia de dinheiro” – ministro revisor Ricardo Lewandowski

“Os acusados chegaram a simular um contrato de intermediação de certificados de participação de reflorestamento” – ministro revisor Ricardo Lewandowski sobre o esquema montado junto à Guaranhuns

“Houve duas formas de receber dinheiro: pelo mecanismo criado pelo Banco Rural e por meio de uma pessoa jurídica intermediária. Esta forma de recebimento em particular caracteriza conduta de lavagem de dinheiro” – ministro revisor Ricardo Lewandowski sobre o esquema montado junto à Guaranhuns

“Jacinto Lamas várias vezes recebeu dinheiro, seja em hotel, seja em banco, e sempre levava o numerário para a residência do réu Valdemar” – ministro revisor Ricardo Lewandowski

“Restou evidenciado o dolo no que toca ao réu” – ministro revisor Ricardo Lewandowski sobre Jacinto Lamas

“Entendo demonstrada a estabilidade e a permanência dos vínculos estabelecidos pelos réus para realização dos crimes. Era um mecanismo permanentemente pronto” – ministro revisor Ricardo Lewandowski sobre o Partido Progressista

“O esquema se amoldava à necessidade do partido, a medida em que vinham os gastos de campanha” – ministro revisor Ricardo Lewandowski sobre o Partido Progressista

“Estamos no fio da navalha quanto ao comportamento de Breno Fischberg porque Marcos Valério desmentiu seu depoimento em juízo” – ministro revisor Ricardo Lewandowski

“O parquet limitou-se a dizer de forma genérica. Entendo que quanto a Breno Fischberg não se comprovou nem a sua participação e nem o dolo para a conduta de lavagem de dinheiro” – ministro revisor Ricardo Lewandowski

“Os saques de R$ 605 mil, segundo os empregados de Quadrado, foram feitos exclusivamente por Enivaldo Quadrado” – ministro revisor Ricardo Lewandowski

“A meu ver as declarações são genéricas. Nem ao menos o chamam de corréu” – ministro revisor Ricardo Lewandowski sobre Breno Fischberg

“O MP não logrou provar qualquer participação dele. As imputações são feitas por núcleo. A meu ver, ele foi citado somente por ser sócio de Enivaldo Quadrado” – ministro revisor Ricardo Lewandowski sobre Fischberg

“As operações engedradas por Marcos Valério e sócios, depositando dinheiro na Bônus Banval e na Natimar, caracterizam sim lavagem de capitais” – ministro revisor Ricardo Lewandowski

”Se não houvesse a necessidade de ocultar os valores, não existiria os grandes saques” – ministro revisor Ricardo Lewandowski sobre Enivaldo Quadrado

“Verifica-se a conduta de lavagem de dinheiro” – ministro revisor Ricardo Lewandowski sobre Enivaldo Quadrado

“Entendo como comprovada a autoria e materialidade do crime de corrupção passiva de João Claudio Genu” – ministro revisor Ricardo Lewandowski

“Ele era mais que um mero intermediador do repasse” – ministro revisor Ricardo Lewandowski sobre João Cláudio Genu

 

Tudo o que sabemos sobre:

frases do mensalãoMensalão

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.