As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Seminário da TV Cultura discute liberdade de imprensa no Brasil e América Latina

Armando Fávaro

25 de novembro de 2010 | 13h51

Seminário organizado pela TV Cultura traça entre hoje e amanhã um panorama da liberdade de imprensa no Brasil e em países da América Latina, com a presença de autoridades, juristas, parlamentares e jornalistas brasileiros e estrangeiros. Entre os participantes do evento estão o ministro de Comunicação Social, Franklin Martins, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Ayres Brito.

Veja também:

link Franklin Martins diz que liberdade de imprensa não está ameaçada

link ‘Fantasmas’ contra a liberdade de imprensa tem materialidade, diz sociólogo

A discussão sobre a liberdade de imprensa ganhou importância nos últimos meses após iniciativas do governo federal para discutir a regulamentação da mídia e o controle social dos meios de comunicação. O assunto figurou no Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3) e na Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), e elevou os temores de intervenção do executivo federal no setor.

O seminário está organizado em quatro pilares: o controle social da mídia, os reflexos da proposta sobre a legislação, a liberdade de imprensa nas TVs públicas e a relação entre as novas mídias e a liberdade de expressão.

As palestras acontecem entre as 9h às 18h de hoje e de amanhã, nos estúdios da emissora, em São Paulo. O seminário receberá também o juiz Rodrigo Collaço, o deputado Miro Teixeira (PDT-RJ) e os jornalistas Ricardo Gandour (O Estado de S. Paulo), Américo Martins (Rede TV!), Bob Fernandes (Terra), Eugênio Bucci (ECA-USP), Merval Pereira (O Globo/CBN), Ricardo Kotscho (revista Brasileiros), Sérgio Dávila (Folha de S. Paulo) e Sidnei Basile (Abril).

Para expandir o tema para a América Latina, estão confirmadas as presenças de Fernando Egaña, advogado venezuelano, María Eugenia Ludueña, jornalista, e Pablo Mendelevich, colunista do La Nación e diretor de jornalismo da Universidade de Palermo. Os dois últimos representam a Argentina no encontro.

O evento será transmitido ao vivo pelo site TV Cultura 

Veja a programação completa do evento:

Hoje

9h – Palestra: Franklin Martins

Tema: Liberdade de Imprensa

10h20 – Tema: Liberdade de imprensa

Debatedores: Demétrio Magnoli (sociólogo), Ricardo Kotscho (revista Brasileiros) e Sérgio Dávila (Folha de S. Paulo)

11h30 – As novas mídias e a liberdade de imprensa

Debatedores: Bob Fernandes (Terra Magazine), Sidnei Basile (Abril) e Caio Túlio Costa (professor, jornalista e consultor de novas mídias)

14h30 – A situação da mídia na Argentina

Debatedores: María Eugenia Ludueña (jornalista), Pablo Mendelevich (colunista do La Nación e diretor de jornalismo da Universidad de Palermo), Carlos Eduardo Lins da Silva (jornalista) e Humberto Saccomandi (Valor Econômico)

16h30 – A situação da mídia na América Latina

Debatedores: Fernando Egaña (advogado, articulista e professor universitário), Carlos Eduardo Lins da Silva (jornalista) e Humberto Saccomandi (Valor Econômico)

Amanhã

9h – As emissoras públicas e a liberdade de imprensa

Debatedores: Fernando Vieira de Mello (TV Cultura), Américo Martins (Rede TV!), Eugênio Bucci (USP) e Teresa Cruvinel (EBC-TV Brasil)

10h30 – Palestra: Fernando Henrique Cardoso

Tema: A liberdade de imprensa corre risco no Brasil?

11h30 – A liberdade de imprensa corre risco no Brasil

Debatedores: Merval Pereira (O Globo), Renata Lo Prete (Folha de S. Paulo) e Ricardo Gandour (O Estado de S. Paulo)

15h – Palestra: Carlos Ayres Britto

Tema: A legislação brasileira garante a liberdade de imprensa?

16h – Discussão do tema anterior

Debatedores: Ana Amélia Lemos (senadora eleita PP/RS), Luis Francisco de Carvalho Filho (Folha de S. Paulo), Miro Teixeira (deputado federal PDT/RJ), Rodrigo Collaço (juiz e ex-presidente da AMB – Associação dos Magistrados Brasileiros).

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.