As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tuma Júnior diz que pai deixou legado de trabalho para o País

Camila Tuchlinski

27 de outubro de 2010 | 13h01

Anne Warth, da Agência Estado

O ex-secretário nacional de Justiça Romeu Tuma Júnior – filho do senador Romeu Tuma (PTB-SP) – disse hoje que o pai deixou um legado para o País por meio do trabalho. “Ele mostrou que a verdade, a justiça e a ética não são uma virtude, mas uma obrigação do ser humano”, afirmou, durante o velório, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), na zona sul da capital paulista.

Na avaliação de Tuma Júnior, os quase 4 milhões de votos que o senador do PTB de São Paulo recebeu no dia 3 como candidato à reeleição, embora estivesse internado, foram um reconhecimento da atividade como político. O ex-ministro da Fazenda Delfim Netto também esteve no velório para prestar uma última homenagem a Romeu Tuma. “Foi uma pessoa íntegra, trabalhadora, amiga dos amigos e até dos inimigos. O Brasil perde um grande homem hoje”, disse.

Tudo o que sabemos sobre:

AssembleiaPTBSenadoTuma

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.