As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

BR – Tranquilidade marca início de votação em Mato Grosso

Bruno Siffredi

31 de outubro de 2010 | 13h16

Fátima Lessa, de Cuiabá

A votação neste segundo dia em Mato Grosso transcorre em clima de tranquilidade. Até às 11 horas (horário de Brasília) não havia sido registrado, segundo a assessoria do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), nenhuma ocorrência. A eleição no Estado é somente para presidente e a votação é mais ágil e fácil. Não há formação de filas.

Segundo o TRE-MT mais de dois milhões de mato-grossense devem comparecer às urnas neste segundo turno. A expectativa é que o resultado saia no máximo até às 21 horas. No Estado 40 mil pessoas estão trabalhando pela Justiça Eleitoral.

Em Mato Grosso, estão cadastrados para votar em trânsito 1.627 eleitores. Segundo a justiça eleitoral, 662 presos provisórios estão aptos a votar em seções montadas em 16 unidades prisionais e/ou centro socioeducativo distribuídos em 13 municípios.

O TRE-MT instalou 57 seções eleitorais em 18 municípios para receber os votos de 6.774 índios que estão aptos a votar.

O senador eleito, o ex-governador Blairo Maggi, votou agora pela manhã em Rondonópolis (215 km de Cuiabá) e logo em seguida viajou para São Miguel do Sul para acompanhar sua mãe, Lúcia Maggi, ao cemitério da cidade para uma visita ao túmulo do pai, André Maggi. Ele informou que não irá acompanhar a apuração dos votos e possível vitória de Dilma Roussef por causa do compromisso com a mãe.

O coordenador regional da campanha de Dilma Roussef (PT) em Mato Grosso, Luiz Antonio Pagot,presidente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), disse que confia na vitória da petista no Brasil em Mato Grosso. No primeiro turno Dilma perdeu para o candidato tucano, José Serra, por uma pequena margem de votos. O comitê pró-Dilma que reuniu diversos partidos realizou 42 atos programados, entre comícios e carretas na capital e principais regiões do Estado.

O coordenador regional da campanha do José Serra (PSDB), o senador Jayme Campos (DEM) continua afirmando que a expectativas com relação à eleição do tucano é boa.

Tudo o que sabemos sobre:

eleições 2010MAto Grosso

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.