As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Trabalhador rural é assassinado em Eldorado do Carajás

Jennifer Gonzales

02 de junho de 2011 | 15h37

Daniel Bramatti, enviado especial

Mais um trabalhador rural foi morto na recente onda de violência que acontece no Norte do País. Desta vez foi em Eldorado dos Carajás. Marcos Gomes da Silva, já baleado, era levado para Eldorado do Carajás quando o carro foi interceptado e o assassinato, consumado. O trabalhador foi degolado e teve também a orelha cortada, assim como o extrativista José Claudio Ribeiro da Silva, assassinado no Pará em 24 de maio. A Polícia Civil ainda não sabe se o assassinato está relacionado a conflito agrário.

Marcos Gomes da Silva morava em projeto de assentamento nas redondezas de Eldorado do Carajás.

Veja também:

Mais um extrativista é encontrado morto no Pará; na Amazônia, é o 4º caso

Área de conflitos no Norte pode sofrer intervenção federal

Advogado da Pastoral da Terra pede apuração contínua de ameaça no campo

União aumenta lista de protegidos no campo

Casal de extrativistas é assassinado no sudeste do Pará

A Comissão Pastoral da Terra está em busca de informações. As informações são desencontradas. Alguns dizem que vítima era morador de rua, não agricultor.

Em menos de uma semana, outras quatro pessoas foram assassinadas em áreas de conflito de terra no Norte.  Três vítimas – o casal José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santos e o agricultor Erenilton Pereira dos santos – moravam no assentamento Paraialta-Piranheira, em Nova Ipixuna (PA). A quarta vítima, o líder do Movimento Camponês Corumbiara, Adelino Ramos, foi morta em Rondônia.

*atualizado às 16h48 para acréscimo de informações

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.