Tenho orgulho do apoio do PT, diz Eduardo Paes
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tenho orgulho do apoio do PT, diz Eduardo Paes

Lilian Venturini

31 de agosto de 2012 | 13h08

O Estado de S.Paulo

O candidato do PMDB à Prefeitura do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, minimizou a influência do julgamento do mensalão em sua aliança com o PT na disputa eleitoral. “O PT é um partido que tem história. Agora se tem um julgamento de um problema que aconteceu com alguns membros. Tenho muito orgulho de ter apoio do ex-presidente Lula, da presidente Dilma”, disse Paes durante entrevista à Folha de S.Paulo, nesta sexta-feira, 31.

O candidato evitou falar sobre o julgamento em curso no Supremo Tribunal Federal (STF) e disse não estar acompanhando o processo. “Torço para que se faça justiça”, resumiu.

Segundo a última pesquisa Datafolha, divulgada nessa semana, Eduardo Paes tem 53% das intenções de voto, contra 13% do segundo colocado, o candidato Marcelo Freixo (PSOL). Estão empatados tecnicamente em terceiro Rodrigo Maia (DEM), com 5%, e Otávio Leite (PSDB), com 3%.

Questionado se, caso reeleito, deixaria a prefeitura para disputar o governo carioca, Paes disse não haver “hipótese de sair”. “Defendo uma aliança em 2014 entre o PT e o PMDB. E nem sei se vou querer ser mais nada depois (de 2016)”, afirmou.

Escolas de samba. O candidato do PMDB foi breve ao comentar a polêmica criada em torno da proposta do adversário Marcelo Freixo de condicionar apoio financeiro às escolas de samba que tiverem enredos com “contrapartida cultural”. “A minha única ideia é deixar o povo ter a criatividade liberta. O comentário [do Freixo] o povo tem que julgar”, disse.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Eduardo Paeseleições 2012PMDB

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.