As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Áudio: Temer recua e diz que governo quer plebiscito neste ano com efeitos nas eleições de 2014

Lilian Venturini

04 de julho de 2013 | 18h29

Menos de quatro horas depois de afirmar que não haveria tempo hábil para um plebiscito que resultaria numa reforma política com efeitos já nas eleições de 2014, o vice-presidente Michel Temer recuou. Em nota, disse que o “governo mantém a posição de que o ideal é a realização do plebiscito em data que altere o sistema político-eleitoral já nas eleições de 2014”.

Pela manhã, após reunião com líderes da base aliada na Câmara e ministros, Temer havia descartado a possibilidade de que a consulta popular valesse já para 2014. “Não há mais condições – e vocês sabem disso – de fazer qualquer consulta antes de outubro. E, não havendo condições temporais para fazer essa consulta, qualquer reforma que venha só se aplicará para as próximas eleições, e não para essa”, disse Temer.

Ouça a entrevista de Michel Temer:

Ouça o áudio

LEIA MAIS:

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: