SP tem mais um protesto contra pastor que preside Comissão de Direitos Humanos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

SP tem mais um protesto contra pastor que preside Comissão de Direitos Humanos

Ricardo Chapola

16 de março de 2013 | 18h33

O Estado de S. Paulo

Pela segunda semana consecutiva, a nomeação do deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) à presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara desencadeou protestos pelo País. Neste sábado, 16, manifestantes fizeram uma passeata na região central de São Paulo.

A manifestação começou na avenida Paulista e terminou na praça Roosevelt. Ela teve adesão, em grande parte, de integrantes de comunidades LGBT.

O nome do pastor sofre resistência desde a sua indicação para o cargo porque ele, em 2011, se envolveu em uma polêmica. Em seu perfil do Twitter, Feliciano fez declarações consideradas racistas e homofóbicas. Escreveu que o amor entre pessoas do mesmo sexo leva “ao ódio, ao crime e à rejeição”. E registrou ainda que descendentes de africanos são “amaldiçoados”.

 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: