As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Site da Presidência ficará fora do ar no sábado

Bruno Siffredi

01 de julho de 2011 | 19h15

Leonencio Nossa, de Brasília

O site da Presidência da República ficará fora do ar do meio da manhã ao início da tarde de sábado, 2. Assessores disseram que os serviços de comunicação do info.planalto.gov.br serão suspensos das 10 horas às 14 horas para fazer a manutenção do sistema elétrico do Palácio do Planalto.
A assessoria negou que, durante a manutenção, a página venha a passar por uma nova checagem contra hackers. Nesta semana, o site que publica discursos, fotos e notas da presidente Dilma Rousseff foi uma das páginas do governo atacadas por hackers.

A assessoria informou que técnicos da Presidência irão trocar, no começo da manhã, o no-break do Planalto, um equipamento que estabiliza a tensão elétrica e gera temporariamente energia, garantindo a corrente em momentos de queda no sistema. Como o palácio ficará sem energia pela manhã, os aparelhos que mantêm o site serão desligados. O blog do Planalto, no entanto, permanecerá em funcionamento, já que não depende desses aparelhos.

Aeronáutica. Nesta sexta-feira, 1º, o site da Aeronáutica ficou fora do ar por cerca de meia hora no final da manhã. A assessoria de comunicação social do órgão informou que o site apenas passou por uma manutenção rotineira, negando ataques de hackers e não foram registrados invasões de hackers.

Nas últimas semanas, sites públicos e de estatais como a Petrobrás foram atacados por hackers. A Polícia Federal abriu investigação para detectar a origem dos ataques. A polícia também investiga a invasão na caixa de e-mails da presidente Dilma durante a campanha eleitoral de 2010. Neste caso, segundo avaliações preliminares, os ataques partiram de um rapaz de 21 anos, que não teria relações com os hackers que atacaram recentemente os sites do governo. O Ministério da Justiça informou que o governo pretende enviar para o Congresso um projeto para criminalizar as invasões de sites.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.