Site da CUT divulga evento com Dilma em site; lei proíbe doação de recursos de centrais
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Site da CUT divulga evento com Dilma em site; lei proíbe doação de recursos de centrais

Jennifer Gonzales

16 de agosto de 2010 | 22h32

Malu Delgado

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) divulgou nesta segunda-feira, 16, em seu site, com destaque, encontro nesta terça, 17, de mulheres sindicalistas com a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff. A central sindical, no texto em que anuncia a reunião – que constava na agenda da presidenciável -, esclarece que “não participa da organização nem da infraestrutura do encontro”.

A Lei Eleitoral (9.504/97) proíbe sindicatos e entidades de classe de fazer qualquer doação de recursos para as campanhas eleitorais.

cut480

A coordenação de campanha de Dilma Rousseff informou na noite de ontem que a reunião, hoje da Casa de Portugal, é um ato de campanha. Segundo o coordenador de comunicação de Dilma, Rui Falcão, o encontro com trabalhadores foi organizado e financiado pela campanha.

A campanha informou que será feito “credenciamento” da imprensa para a cobertura do evento, nesta terça, 17, pela manhã.

As sindicalistas, segundo a equipe de Dilma, são ligadas a cinco centrais sindicais além da CUT: UGT, CTB, CGTB, Força Sindical, e NCST. Elas entregarão a Dilma um documento intitulado “Plataforma das Mulheres Trabalhadoras para as Eleições 2010” em que reivindicam, sobretudo, igualdade de condições no mercado de trabalho.

A assessoria de imprensa da CUT não soube informar se a mesma plataforma será também entregue à candidata Marina Silva (PV) e ao candidato José Serra (PSDB). “A CUT não organizou o evento”, enfatizou a assessoria. Indagada sobre as razões que levaram a central a destacar o encontro com Dilma em seu site, a assessoria alegou que se trata “de um evento importante que dialoga com as propostas da classe trabalhadora”.

Procurado pelo Estado, o presidente da CUT, Artur Henrique da Silva Santos, não retornou a ligação.

selinho_twitter2

Tudo o que sabemos sobre:

CUTDilma RousseffPT

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: