As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Simon desiste de aposentadoria de ex-governador

TANIA MARIA BARBOSA MARTIN

17 de fevereiro de 2011 | 19h47

Elder Ogliari

Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul confirmou nesta quinta-feira que recebeu ofício do senador Pedro Simon (PMDB) pedindo a suspensão do pagamento do subsídio de ex-governador do Rio Grande do Sul. O documento foi enviado no dia 15. No texto, Simon não expõe razões para a desistência e estabelece a data de 1º de março para deixar de receber o benefício. O parlamentar não deu entrevistas para comentar o assunto. Nesta quarta, Simon havia anunciado via Twitter que abriria mão do pagamento.

simon_beto_barata_ae_17022011_600.jpg
Simon poderia ter requerido a aposentadoria de ex-governador ainda em 1990, quando deixou o cargo para concorrer ao Senado, mas só pediu o benefício 20 anos depois, em novembro do ano passado. Ao justificar a decisão, em janeiro, alegou que o salário líquido de senador, de R$ 10 mil, havia se tornado insuficiente para o sustento da família. Admitiu, no entanto, que não esperava que o subsídio do Senado subisse para R$ 26,7 mil em fevereiro. Este será o único rendimento do parlamentar a partir de março. Outros sete ex-governadores do Rio Grande do Sul e três viúvas de ex-governadores ganham a pensão. Alguns acumulam o valor com outros rendimentos, de fontes públicas ou privadas.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.