As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

“Falta de infraestrutura inibe investimento privado”, diz Serra no Exame Fórum

Camila Tuchlinski

31 Maio 2010 | 16h50

O pré-candidato do PSDB à presidência da República, José Serra, discursou na tarde desta segunda-feira no 2º Exame Fórum, em São Paulo. Para o tucano, a “falta de infraestrutura inibe investimento privado”.

17h27 – Para que o governo possa realmente planejar precisa de capacidade. No meu governo, nunca tivemos loteamento de cargos. O Que acontece no governo federal é gravíssimo. No caso da Anvisa, tinha um candidato do PT que foi para lá e agora vai concorrer a deputado. Esse tipo de coisa “perverteu” as agências reguladoras, de acordo com Serra. “O crucial é emprego, e os empresários são cruciais nessa hora”, finalizou o tucano.

17h22 – “Houve uma abertura comercial na época do Collor estilo cavalaria antiga: rápida e desastrosa”.

17h18 –O tucano usa exemplos das estradas sob gestão do governo federal, falta de investimentos nos aeroportos e critica a incerteza do abastecimento de gás no Brasil.

17h15 – Serra: “Uma análise entre 134 países mostrou que o Brasil está em 128º em ruindade de portos. A falta de infra-estrutura inibe o investimento privado”.

17h12 – “Estabelecida a normalidade econômica, não faz sentido estimular as fusões entre empresas com dinheiro público”, diz Serra. “O investimento governamental é um dos mais baixos do mundo”

17h08 – “No caso do investimento privado no Brasil, existe um potencial muito alto. Se outras condições forem dadas, o investimento privado vai aumentar muito no País.”

17h03 – “O crescimento sustentada tem problemas sérios a curto e médio prazo, afirma o tucano. É indiscutível que há dois ou três países que têm uma boa perspectiva para empregos, a China e a Índia”. A carga tributária compromete os investimentos.” Serra: “Estamos na lanterninha dos países que investem em infra-estrutura”.

17h01 – Nós temos um desafio pela frente. O tema desse seminário é se o Brasil vai chegar – se é que vai chegar – a ser a quinta economia do mundo. Serra questiona os números e diz que o País está caindo para o nono lugar. “Isso é o óbvio ululante”, disse.

16h58 – “Foi uma batalha dura na Constituinte para que ela não impusesse amarras ao nosso desenvolvimento”

16h54 – “Decidi estudar Economia para entender melhor o Brasil”, diz Serra.

16h51 – José Serra acaba de chegar ao auditório. Ele recebeu muitos aplausos enquanto subia ao palco.

Mais conteúdo sobre:

DilmaeconomiaExameSerra