As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Serra critica protesto de centrais contra a mídia

Jennifer Gonzales

21 de setembro de 2010 | 15h42

André Mascarenhas

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, criticou nesta terça-feira, 21, iniciativa das centrais com apoio do PT e dos partidos coligados de protestar contra a imprensa. “Eu vejo uma coisa fascista. Esse pessoal quer a liberdade de palavra para a turma deles”, disse. 

Leia Mais:

PT convoca ato contra ‘golpismo da mídia’; Força Sindical nega participação

“Como todo pessoal autoritário, tem toda liberdade pra dizer o que quiser quem é cupincha. Quem for independente tem que ser perseguido”, continuou. Serra deu as delcarações em coletiva ao deixar um encontro com representantes da classe artística em São Paulo.

O candidato tucano também se adiantou a eventuais críticas ao seu estilo, e admitiu muitas vezes não gostar da maneira como algumas reportagens são conduzidas. “Eu mesmo às vezes não gosto de alguma matéria, mas eu defendo que a imprensa seja livre pra dizer as suas coisas”, afirmou.

Representantes das principais centrais, alguns sindicatos, partidos governistas e movimentos sociais realizam na quinta-feira, 23, em São Paulo, um ato público contra o “golpismo midiático”. O convite do evento, divulgado pelo PT, acusa a imprensa de “castrar o voto popular” e “deslegitimar as instituições”.

Tudo o que sabemos sobre:

Dilma Rousseffeleições 2010PSDBPTSerra

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.