Sem desfile itinerante, Lula participa de sua última comemoração da Independência como presidente
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Sem desfile itinerante, Lula participa de sua última comemoração da Independência como presidente

Ricardo Chapola

07 de setembro de 2010 | 09h13

Carol Pires, de Brasília

A três meses de entregar a faixa presidencial a seu sucessor, o presidente Lula chegou hoje ao seu oitavo desfile de 7 de setembro sem conseguir colocar em prática a ideia de fazer um desfile itinerante por outras capitais. Mais uma vez realizado em Brasília, as comemorações da Semana da Pátria tiveram como tema este ano “Cultura Popular como ferramenta para a promoção da paz”. Os custos com infraestrutura ficaram em R$ 999.700,00, segundo informações da presidência.

Veja Também:

Desfile cívico reúne 15 mil pessoas em SP

Mais imagens do desfile

A exemplo de 2006, neste ano não haverá exibição obrigatória da mensagem presidencial em cadeia nacional na TV e no rádio, uma vez que é período eleitoral. Para o último Sete de Setembro de Lula como presidente também não houve a presença de autoridades estrangeiras na tribuna de honra. Em 2009, o presidente da França Nicolas Sarkozy presenciou o desfile de Sete de Setembro. Em 2008, a convidada especial foi a presidente da Argentina, Christina Kirchner.

André Dusek/AE

André Dusek/AE

Dos 37 ministros de Estado, 17 estiveram presente ao desfile de Sete de Setembro, na Esplanada dos Ministérios nesta terça-feira – último desfile do qual Lula participa como presidente da República. O vice-presidente José de Alencar está em Brasília, mas não participou das comemorações, na Esplanada dos Ministérios porque estava se sentindo indisposto. Alencar, que luta contra um câncer desde 1997, esteve internado na semana passada, no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, para receber tratamento de um quadro infeccioso.

Além do presidente Lula e da primeira dama, Marisa Letícia, a tribuna de honra contou com a presença do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Cezar Peluso, e do presidente da Câmara dos Deputados, deputado Michel Temer (PMDB-SP), que também é candidato a vice-presidente na chapa da petista Dilma Rousseff (PT). Na condição de presidenciável, Dilma não pôde participar das comemorações oficiais da Independência do País.

Ausência. Sob pressão das denúncias de quebra de sigilo fiscal de pessoas ligadas ao presidenciável José Serra, o ministro Guido Mantega, da Fazenda (pasta a qual é subordinada a Receita Federal), não participou do desfile. Dentre os ministros presentes, estavam Nelson Jobim, da Defesa, Juca Ferreira, da Cultura, e Celso Amorim, das Relações Exteriores.

O desfile começou por volta das 8h45, com a chegada do presidente Lula e da primeira dama em carro aberto, e terminou por volta de 11h10, com a apresentação da Esquadrilha da Fumaça.

selinho_twitter21821

Tudo o que sabemos sobre:

desfileIndependênciaitineranteLulaPT

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.