As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diretor do ‘Estado’ analisa eleição em SP

Lilian Venturini

28 de outubro de 2012 | 17h19

O Estado de S. Paulo

Ricardo Gandour, diretor de conteúdo do ‘Estado’, abriu a transmissão na TV Estadão, neste domingo, 28, e comentou sobre o resultado de boca de urna da eleição para prefeito em São Paulo. Segundo sua análise, a vitória de Fernando Haddad (PT) sobre o candidato do PSDB, José Serra, se deve à forte rejeição do atual prefeito Gilberto Kassab (PSD), que apoia a chapa do tucano, e à renúncia do postulante em seu mandato anterior. Os primeiros resultados apontaram a vitória de Haddad com 57% contra 43% de Serra em votos válidos.

Para Gandour, a eleição mostrou como a população buscava novos nomes no cenário político.  “De um lado, um candidato imposto por Lula, que tentou propagar a imagem de uma nova opção, mesmo já que tivesse sido ministro da Educação e, de outro, um candidato bastante experiente com um currículo sólido”, avaliou.

O diretor de conteúdo do ‘Estado’ ainda comentou a estratégia de marketing dos prefeitáveis. “Não adianta o verniz do marketing político tentar blindar seus candidatos. Quando um real interesse da população fura esse marketing, é esse tema que acaba contagiando o eleitorado”, afirmou.

Gandour destacou que os cidadãos querem ver “seres com emoções e que tenham reações” na figura dos candidatos. Em sua opinião, o treinamento “excessivo” do marketing políticos nos debates tenta camuflar a real identidade dos candidatos, o que seria um modelo já “desgastado”.

 

Tudo o que sabemos sobre:

boca de urnaeleições 2012São Paulo

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.