As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Requião, senador pelo PMDB, assina requerimento de CPI contra Palocci

TANIA MARIA BARBOSA MARTIN

31 de maio de 2011 | 12h58

Rosa Costa

O requerimento da CPI mista destinada a investigar as atividades como consultor do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, obteve nesta terça, 31, o apoio do senador do PMDB, Roberto Requião (PR). O líder do PSDB, senador Álvaro Dias (PR), informa que ele assinou o documento. Com isso, a oposição contabiliza 19 assinaturas de senadores, sendo duas dos dissidentes da base governistas, a de Requião e a do senador Jarbas Vasconcelos (PE).

Veja também:
Temer tenta distanciar PMDB de CPI sobre Palocci

Requião preside no momento a sessão da Comissão de Educação, que ouve o ministro da Educação, Fernando Haddad. O apoio à CPI de outro governista, o senador Clésio Andrade (PR-MG), não resistiu à pressão do Planalto e ele retirou a assinatura na semana passada.

O presidente do PMDB, Valdir Raupp (RO), disse que dois de seus liderados, os senadores Pedro Simon (RS) e Luiz Henrique (SC), condicionaram o apoio à CPI às explicações que Palocci fornecer à Procuradoria-geral da República. Já Álvaro Dias, aposta na “debilidade” das explicações do ministro-chefe da Casa Civil para atrair o apoio de parlamentares da base aliada da presidente Dilma Rousseff. No caso de obter no Senado as 27 assinaturas, Dias admite que a investigação poderá ocorrer apenas na Casa se faltar o apoio dos 171 deputados.