As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Relatório de ONG é ridículo, diz presidente da Assembleia

luisbovo

17 de junho de 2010 | 16h27

Por Roberto Almeida

O presidente de Assembleia Legislativa de São Paulo, Barros Munhoz (PSDB), classificou como “ridículo” o relatório da ONG Voto Consciente com balanço das atividades parlamentares dos últimos três anos da Casa.
De acordo com o relatório, os 94 deputados paulistas aprovaram, entre março de 2007 e março de 2010 um total de 51 projetos de lei de próprio punho – o que corresponde a meio projeto por parlamentar. “Ela própria (a ONG) sabe que apresentar projetos é 1% da atividade do deputado”, disse Munhoz.

Para ele, a Casa é “eficiente”. “Quase não temos projetos parados. A Assembleia dá de mil a zero na Câmara dos Deputados”, afirmou. A pedido de Barros Munhoz, a Assembleia elaborou relatório para contestar os dados da Voto Consciente. Segundo o documento, foram realizadas 104 audiências públicas e há 116 frentes parlamentares em funcionamento. Para o presidente da Assembleia, a mais importante contribuição dos parlamentares paulistas foi a apresentação de emendas aos projetos enviados pelo Palácio dos Bandeirantes para aprovação. O relatório aponta que 80% das matérias receberam contribuições dos deputados.

Tudo o que sabemos sobre:

Barros MunhozVoto Consciente

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: