As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Relator de processo contra Protógenes no Conselho de Ética que ouvir grampos do deputado com o araponga ‘Dadá’

Bruno Lupion

16 Maio 2012 | 17h12

Bruno Lupion, do estadão.com.br

SÃO PAULO – O deputado federal Amauri Teixeira (PT-BA), nomeado nesta quarta-feira, 16, relator da representação por quebra de decoro contra o deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, afirmou que pedirá a íntegra dos grampos que revelaram uma suposta proximidade de Protégenes com o araponga Idalberto Matias, conhecido por Dadá, acusado de fazer parte da organização liderada pelo contraventor Carlinhos Cachoeira.

Teixeira tem dez dias úteis para apresentar seu primeiro relatório, no qual avaliará os requisitos formais da representação apresentada pelo PSDB, mas o deputado afirma que pretende dar uma resposta ao Conselho de Ética já na próxima semana. “Nesta fase, não avaliarei o mérito da questão, apenas as questões formais do pedido e se há indício de quebra de decoro por parte de Protógenes”, disse.

Com o primeiro relatório em mãos, o Conselho de Ética se reúne novamente para decidir se dará prosseguimento à representação do PSDB, baseada em reportagem do Estadão que revelou diálogos entre Protógenes e Dadá, ou arquivará o processo. Se os conselheiros decidirem pelo prosseguimento, Teixeira terá mais 90 dias para apresentar seu relatório final. “Mas não temos que esgotar o prazo, pretendo me manifestar com celeridade”, disse o relator.

Mais conteúdo sobre:

cpi do cachoeiraProtógenes Queiroz