As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

PT do Piauí quer punição de Padilha por pedir votos para adversário

Camila Tuchlinski

25 de agosto de 2010 | 17h40

Luciano Coelho, especial para o Estado – Teresina (PI)

A direção do PT decidiu fazer um enquadramento no partido. O PT está pedindo a suspensão da exibição da mensagem gravada pelo ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, em apoio à candidatura de Ciro Nogueira (PP) ao Senado, contra a coligação do PT. A direção estadual pediu punição ao diretório nacional para o ministro Alexandre Padilha, por infidelidade partidária. O PT ainda está relacionando os dirigentes dos diretórios municipais do PT que estão fazendo campanha para outros candidatos, fora da coligação estabelecida pelo partido. Os casos serão entregues à Comissão de Ética para análise.

A mensagem gravada pelo ministro Alexandre Padilha dizia: “A Dilma precisa de senadores comprometidos com a construção de um país cada vez mais forte e mais justo. Peço seu voto para Ciro 111. Parceiro de Dilma e parceiro de Lula”, que foi exibida no programa eleitoral do candidato Ciro Nogueira.

“Eu vi o programa e não entendi. Discutimos isso em reunião da Executiva e decidimos representá-lo junto a Executiva Nacional do PT, já que ele é de São Paulo e é ministro”, informou o vice-presidente regional do PT, Edilberto Borges, o Dudu, reclamando que o PT tem dois candidatos a senador e o Ciro faz parte de outra coligação.

“Não cabe pedir votos para outro candidato, principalmente de outra aliança. As medidas que a Executiva Nacional pode tomar são de advertência a expulsão. Vamos comunicar que ele cometeu um deslize no Piauí. Vamos pedir a imediata suspensão das inserções. Isso é uma infidelidade no meu entender. A comissão irá analisar e chamar as partes”, informou o vice-presidente.

A mensagem causou revolta aos petistas piauienses, principalmente, ao candidato a senador pelo PT, Antônio José Medeiros, que já tinha desmentido que Padilha tivesse apoiando a candidatura de Ciro. Depois vê a mensagem no programa eleitoral.

Agora o PT do Piauí quer punição a Padilha por infidelidade partidária. Por outro lado, os petistas também estão de olho nos diretórios municipais piauienses que estão dando apoio ao candidato a governador João Vicente (PTB). Esses casos serão analisados um a um. Os casos serão levados à Comissão de Ética do partido para apreciação e tomar as medidas cabíveis.

Tudo o que sabemos sobre:

Ciro NogueiraPadilhaPiauíPT

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: