As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

PT cobra fatura do PMDB no Paraná

Camila Tuchlinski

14 de junho de 2010 | 16h12

Por Malu Delgado

Após intervenção do diretório nacional do PT que forçou o apoio à reeleição de Roseana Sarney (PMDB) no Maranhão e do acordo em Minas Gerais que avalizou a candidatura do ex-ministro Hélio Costa (PMDB) ao governo, os petistas aumentam a cobrança para que a cúpula do PMDB solucione o palanque no Paraná.

O senador Osmar Dias (PDT), até ontem, havia dado garantias à direção nacional do PT que sairá candidato ao governo se o PMDB indicar o vice. Para isso, é preciso que o atual governador Orlando Pessuti (PMDB) desista da reeleição.

O PT, que oficializou, no domingo, a candidatura de Dilma Rousseff ao Planalto tendo Michel Temer (PMDB) como vice, dá como certa a solução. O ministro Paulo Bernardo (Planejamento) informava a dirigentes do PT, na  convenção da sigla, que Dias será o candidato ao governo. A mulher de Bernardo, Gleice Hoffman (PT), disputará o Senado.

Siga a editoria de Política do estadão.com.br no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

faturaParanáPMDBPT

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: