As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

PSOL pede que Conselho investigue uso de verba indenizatória por Jaqueline Roriz

Armando Fávaro

25 de março de 2011 | 12h01

Eduardo Bresciani, do Estadão.com.br

BRASÍLIA – O PSOL solicitou nesta sexta-feira, 25, que o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados investigue também o uso de verba indenizatória pela deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF), que já responde a processo no colegiado por ter sido flagrada em vídeo de 2006 recebendo um pacote de dinheiro do delator do “mensalão do DEM”, Durval Barbosa.

O partido, que é o autor da representação já em andamento, fez um aditamento para que o Conselho apure a questão da verba indenizatória. A deputada gastou recursos da Câmara em 2011 para pagar aluguel ou condomínio de um imóvel que pertence ao seu marido, Manoel Neto.

O relator do processo contra Jaqueline, Carlos Sampaio (PSDB-SP), vai investigar também este tema e pretende tratar o caso da colega em três linhas no seu parecer. Sampaio vai analisar se a Casa pode processar Jaqueline pelo fato de o vídeo ser anterior ao mandato, investigará o contexto da gravação divulgada e, agora, vai apurar também o suposto uso indevido de verba indenizatória.