As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

PSDB tentará criar CPI para investigar Palocci

Jennifer Gonzales

20 de maio de 2011 | 11h21

Eduardo Bresciani, do Estadão.com.br

Brasília, 20 – O PSDB vai propor a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar “suposto tráfico de influência” do ministro chefe da Casa Civil, Antonio Palocci. A iniciativa foi anunciada hoje pelos líderes do partido na Câmara, deputado Duarte Nogueira (SP); e no Senado, Álvaro Dias (PR). A proposta é de uma CPI mista. A coleta de assinaturas começará na próxima semana.

Veja Também:

linkProcuradoria dá 15 dias para Palocci explicar crescimento de patrimônio

linkEmpresa que tem negócios com governo contratou consultoria de Palocci, diz jornal

linkPressionado, Palocci revela à PGR alta movimentação financeira após eleição

especialESPECIAL: Os altos e baixos de Antonio Palocci

Para que a CPI saia do papel é necessário colher assinaturas de 171 deputados e 27 senadores. Esta é a iniciativa mais forte do PSDB contra Palocci, pois até agora o partido tinha sido cauteloso. Após a revelação de que aumentou seu patrimônio em 20 vezes nos últimos quatro anos, Palocci está no centro da primeira turbulência política do governo Dilma Rousseff.

O jornal O Estado de S.Paulo informa, na edição desta sexta-feira (20), que em documento que deve ser enviado hoje à Procuradoria-Geral da República (PGR), “Palocci informa que trabalhou para pelo menos 20 empresas, incluindo bancos, montadoras e indústrias e que boa parte dos pagamentos foi concentrada entre novembro e dezembro do ano passado, quando anunciou aos clientes que não mais atuaria no ramo de consultoria”.