As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

PSDB pede afastamento do ministro das Cidades ao Ministério Público do Distrito Federal

Bruno Siffredi

25 de novembro de 2011 | 15h54

Estadão.com.br

O PSDB entrou com uma representação no Ministério Público do Distrito Federal solicitando o afastamento do ministro das Cidades, Mário Negromonte, e de servidores da pasta responsáveis pela fraude em nota técnica sobre projeto de transporte público de Cuiabá, no Mato Grosso, para a Copa de 2014.

O líder do partido na Câmara, deputado Duarte Nogueira, afirmou que o projeto original previa a implantação, com investimentos de R$ 500 milhões, de um trânsito rápido por ônibus, “e a fraude transformou, de maneira burlada, este tipo de transporte em Veículo Leve Sobre Trilhos, aumentando o valor da obra para R$ 1,2 bilhão”.

Para Nogueira, o fato é gravíssimo. Ele acredita que o Ministério Público deve acolher o pedido de abertura de ação civil pública e solicitar o imediato afastamento dos servidores envolvidos.

Investigações. Em entrevista à rádio Estadão/ESPN, o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), indicou que não vai se opor às investigações. “O governo não tem blindado nenhum ministro, não tem impedido nenhuma investigação. Se a oposição pedir para qualquer ministro ser convidado para ir à Câmara, nos vamos ser a favor.”

O deputado disse que, em sua avaliação, a denúncia é “muito frágil”, por que não houve falsificação de assinatura. “É muito mais um erro administrativo.” Segundo Vaccarezza, não se deve falar em fraude, já que são pessoas diferentes que assinam os pareceres. “Fraude é um termo muito forte”, disse. Com informações da Agência Câmara

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.