As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Programa do PV tenta ocultar disputa interna

Lilian Venturini

05 de maio de 2011 | 22h13

Roldão Arruda, de O Estado de S. Paulo

Em seus dez minutos de propaganda gratuita, o PV tentou demonstrar na noite desta quinta-feira, 5, uma unidade partidária que ainda não alcançou na prática. Estremecido por uma disputa interna que põe em lados opostos a estrela maior do partido, a ex-senadora Marina Silva, e o atual presidente da legenda, deputado federal José Luiz Penna, o programa quis mostrar que todos estão unidos em torno das maiores bandeiras verdes. A principal delas seria a oposição à proposta de mudança do Código Eleitoral em tramitação no  Congresso.

Quem deu a palavra final sobre o programa foi Penna. Estrategicamente, deixou a abertura para Marina,  ficando para ele o encerramento. A ex-senadora atacou a proposta do código com sua costumeira veemência e retomou  as propostas de crescimento sustentável da campanha. Não deixou, no entanto, de  alfinetar Penna. Disse que o PV precisa de “uma nova militância, uma nova forma de fazer política”.

Discretamente, Penna, acusado de tentar se perpetuar no cargo, no qual permanece há doze anos, deu o troco. Após lembrar o notável sucesso de Marina na campanha presidencial, quando ficou em terceiro lugar, com 19,6 milhões de votos, ele disse que seria melhor o partido se concentrar mais na defesa de suas bandeiras do que em disputas internas. “As questões menores não podem atrapalhar o que é preciso fazer”, afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:

MarinaPennapropaganda gratuitaPV

Tendências: