As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Presidente do PSDB diz que PT já usou sua arma e ataca candidatura de Dilma

Jennifer Gonzales

18 de agosto de 2010 | 16h48

José Orenstein

Para o presidente nacional do PSDB, Sergio Guerra, o PT já usou sua arma: a apresentação de Dilma Rousseff na TV. Ainda segundo o senador pernambucano, Dilma é apenas uma “gerente”, não tem liderança e faz campanha sem conteúdo. Ele também ironizou a vantagem nas pesquisas da petista: “Eu não vou dizer uma expressão que não é boa de falar, mas é uma coisa precoce”.

Guerra, ao comentar as recentes aparições de Dilma na TV e seu crescimento nas pesquisas, disse nesta quarta, 18, que “foi a primeira vez que ela falou para 70 milhões de eleitores brasileiros, como candidata do Lula, como candidata do PT. Então era previsível que num primeiro momento ela impactasse”. Mas segundo o tucano, “essa era a arma deles, que podia vir na campanha – não vem mais, já veio antes”.

O presidente do PSDB fez ataques à candidatura petista, questionando a experiência de Dilma. “Todo o currículo dela não é um currículo de liderança, é de gerência. Uma coisa é ser gerente, outra é ser líder. E eu não acho que ela é boa gerente, não. Acho que é muito ruim”, disse.

Guerra também criticou o tom da campanha de Dilma. “A campanha eleitoral dela é de alegria não é de conteúdo. Será que vai ficar assim todo dia até a eleição?”, questionou. Para ele, o caminho da campanha de Serra deve ser outro: “Nós temos obrigação de falar com seriedade, a nossa diferença tem que ser essa.”

selinho_twitter2

Tudo o que sabemos sobre:

José SerraPSDBSérgio Guerra

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.