As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Por email, Índio da Costa convoca eleitores para mobilização pró-Serra

Bruno Siffredi

30 de agosto de 2010 | 10h52

Marcelo de Moraes

Com o título “Vamos virar esse jogo”, a campanha de Antônio Índio da Costa (DEM), candidato a vice-presidente na chapa encabeçada pelo tucano José Serra, iniciou nesta segunda-feira, 30, uma tentativa de mobilização de eleitores pela internet para tentar reduzir a vantagem da petista Dilma Rousseff. A pouco mais de um mês das eleições, Índio disparou uma mensagem eletrônica na grande rede, afirmando que “Serra precisa do seu apoio agora”.

Além disso, o candidato a vice reconhece o momento difícil enfrentado pela campanha, mas pede que os apoiadores da oposição não desanimem por conta do resultado apontado pelas pesquisas de intenção de voto, nas quais Dilma já abriu larga vantagem.

“As pesquisas não acreditavam na aprovação do Ficha Limpa, mas com a nossa mobilização a lei foi aprovada. Somos nós quem decidimos o que queremos Acredite no seu voto! Acredite em você! Todas as campanhas vitoriosas têm momentos difíceis. Somos 72 milhões de brasileiros conectados, uma das maiores comunidades do mundo na internet e é a hora da virada. Serra precisa do seu apoio agora, diz a mensagem.

No texto, Índio da Costa faz críticas duras ao governo e ao presidente Luiz Inácio da Silva, mesmo sem citá-los explicitamente.

“A luta de várias gerações em defesa da democracia garantiu-nos o direito de escolha. Construímos um país sem a tutela de ninguém, que se subordina às instituições e às leis democraticamente votadas. Eleição não pode ser a escolha autocrática de uma pessoa que deseja impor sua vontade. O Brasil pede bem mais do que palavras. Precisa de um presidente que una o país, em vez de dividi-lo; que seja escravo das leis, em vez de escravizá-las”, reclama.

“Precisamos de comprometimento com os direitos humanos, não com as tiranias. O nome da democracia no Brasil, hoje, é Serra”, acrescenta o texto.

Tudo o que sabemos sobre:

eleições 2010Índio da CostaJosé Serra

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.