As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Polícia realiza reintegração de posse em Unifesp sem confronto

Redação

06 de junho de 2012 | 20h24

Fausto Macedo, de O Estado de S.Paulo

A Polícia Federal cumpriu no fim da tarde desta quarta feira, 6, ordem judicial de reintegração de posse do campus da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), localizada no município de Guarulhos. Com apoio da Polícia Militar do Estado, os agentes e delegados da PF executaram a missão determinada pela 1.ª Vara Federal de Guarulhos.

Segundo a PF, após a emissão da ordem de reintegração de posse, o Grupo de Negociação da corporação se deslocou ao campus da Unifesp. Por volta de 13 horas, tiveram início as negociações com estudantes que ocupavam a universidade.

Em nota oficial, a PF destaca que “tinha como objetivo o cumprimento do mandado judicial com a desocupação voluntária daquele local”.

Ainda segundo a nota divulgada pela Superintendência Regional da PF em São Paulo, “após cerca de 4 horas de negociação, sem que houvesse concordância dos estudantes em desocupar a área, a Polícia Militar do Estado entrou no prédio, momento em que os estudantes iniciaram sua saída”. “Não houve confronto e a desocupação, ainda que involuntária, aconteceu de maneira pacífica”, afirma a PF.

Ainda segundo a Polícia Federal, cerca de 30 pessoas que se encontravam no imóvel invadido e se recusaram a sair foram encaminhadas à sede da instituição, no bairro da Lapa, capital, onde será lavrado Termo Circunstanciado de Ocorrência por desobediência à ordem judicial.

A desobediência é um crime de menor potencial ofensivo, com penas de 15 dias a 6 meses de detenção e multa. “Assim, todos os estudantes serão liberados após comprometerem-se a comparecer em juízo”, informa a nota.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

PMPolícia Federalreintegração de posse

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.