As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Polêmica sobre agressão sofrida por Serra repercute na web

Bruno Siffredi

21 de outubro de 2010 | 14h16

Bruno Siffredi

A agressão que o candidato do PSDB, José Serra, afirma ter sofrido na tarde de quarta-feira, 20, durante a caminhada na Zona Oeste do Rio de Janeiro, está ganhando grande repercussão na internet. Por volta do meio dia, o assunto já havia alcançado os primeiros lugares nos tópicos mais comentados do Twitter mundial.

A propaganda eleitoral do presidenciável tucano transmitida nesta quinta-feira, 21, usou imagens da confusão nas ruas do Rio para criticar a militância do partido da rival, Dilma Rousseff (PT).

Milhares de mensagens publicadas no Twitter, usando a hashtag #serrarojas, contestam a versão da campanha do tucano. Trechos da reportagem produzida pela equipe do SBT, que mostra um objeto que aparenta ser leve atingindo a cabeça de Serra, estão sendo reproduzidos no site de vídeos Youtube. Assista:

A hashtag é uma referência ao episódio envolvendo o ex-goleiro da seleção chilena, Roberto Rojas, que foi banido do futebol após simular ter sido atingido por fogos de artifício lançados pelo público durante uma partida entre as seleções de Chile e Brasil.

Pelo seu Twitter, a coordenadora da campanha de Serra para a internet, Soninha Francine (PPS), criticou a edição das imagens da equipe de televisão, que supostamente mostram o momento da agressão. “A edição do SBT faz parecer um passeio. E uma encenação. Nem sinal das cenas de horror que aparecem aqui”, disse, referindo-se a outro vídeo com imagens amadoras registradas no mesmo dia.

Tudo o que sabemos sobre:

José SerraRio de Janeiro

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.