As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Pelo Twitter, senadores declaram seus votos na cassação de Demóstenes

Redação

11 de julho de 2012 | 16h29

 estadão.com.br

Depois dos líderes do PT e PSDB elogiarem a cassação do senador Demóstenes Torres (ex-DEM/sem partido), alguns senadores resolveram tornar público o seu voto pela rede social do Twitter. Dos 56 parlamentares que pediram a cassação de Demóstenes, Marta Suplicy (PT), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), Jorge Viana (PT), Roberto Requião (PMDB), Cássio Cunha Lima (PSDB) manifestaram seu voto na úlitma votação secreta da Casa.

Marta afirmou que já havia antecipado o seu voto e se manifestado contra a “contínua manifestação de duas personalidades” de Demóstenes. “Já havia me manifestado em voto aberto na CCJ sobre Demóstenes. Votei pela cassação.” Por fim, elogiou o relatório de Humberto Costa: “Justo e no ponto. Não merecia o questionamento absurdo feito pelo acusado. Ficou mal”.

Já Aloysio Nunes foi sucinto ao declarar que votou pela cassação de Demóstenes. Jorge Viana citou a bíblia e fez uma reflexão, com elogios velados a Demóstenes. “Pra refletir:o Senado sai maior,parlamentares nem tanto. Demóstenes, grande líder oposição, referência de parlamentar e moralidade, foi cassado”.

Alvaro Dias, em resposta a um internauta, afirma que “espera que este tenha sido a última votação secreta” enquanto Cassio Cunha Lima divulgou o placar e afirmou ter votado sim pela cassação.

 

Tudo o que sabemos sobre:

cassaçãoDemóstenes TorresSenado

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.