As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Para Serra, Palocci era ‘o personagem forte de um governo hesitante e fraco’

Jennifer Gonzales

08 de junho de 2011 | 11h47

Agência Estado

O ex-governador paulista José Serra (PSDB) afirmou hoje (8) que o ex-ministro-chefe da Casa Civil Antonio Palocci exercia o papel de um primeiro-ministro no governo federal e agora, com sua saída, a presidente Dilma Rousseff não dispõe de ninguém para substituí-lo em suas funções. “Palocci era, sem dúvida, o personagem forte de um governo hesitante e fraco do ponto de vista político e administrativo. Até a convulsão que envolveu a si próprio, exercia o papel de primeiro-ministro”, disse Serra, em texto publicado em seu blog.

De acordo com ele, os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva não necessitavam de um primeiro-ministro, mas Dilma precisa. “A saída do ministro Antonio Palocci resolveu, sem dúvida, um problema político imediato para a presidente Dilma Rousseff, que será sucedido por outro de bom tamanho. Vai-se uma crise, chega outra”, previu.

Serra afirmou que Palocci é habilidoso nas negociações políticas e tem experiência nas questões da administração federal, tanto que “Lula sempre o levou muito em conta nos assuntos de governo”. O ex-governador, que disputou a eleição presidencial de 2010 e foi derrotado por Dilma, ressaltou também que Palocci “tinha liderança dentro do PT e desfrutava de relações próximas com Lula – virtual tutor da presidente e, ao mesmo tempo, seu potencial causador de enxaqueca política até 2014”.

Tudo o que sabemos sobre:

Antonio PalocciDilma RousseffJosé Serra

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.