As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Para Sarney, Meirelles foi fundamental na consolidação da política econômica

Camila Tuchlinski

24 de novembro de 2010 | 12h28

O presidente do Senado José Sarney (PMDB-AP) disse hoje que a saída de Henrique Meirelles da presidência do Banco Central em nada diminui a participação que teve no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Ele foi peça fundamental na consolidação da política econômica do governo”, destacou.

Meirelles afirmou nesta quarta-feira que deixará o cargo durante entrevista coletiva na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado: “Acredito que um profissional deve iniciar e concluir sua missão na hora certa”.

Ele lembrou que regras prudenciais aconselham que um presidente do BC não fique mais do que dois mandatos à frente da autoridade monetária, o que, no Brasil, coincide com o mandato do presidente da República. “É o momento adequado para encerrar a missão.” Meirelles disse que não vai deixar o Banco Central antes do dia 31 de dezembro. Questionado se estava triste em deixar o BC, Meirelles foi enfático: “Estou feliz, gratificado e realizado”.

Com informações da Agência Brasil

Tudo o que sabemos sobre:

Banco CentralHenrique MeirellesSarney

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.