As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Para Lula, movimento de moradores de Higienópolis contra metrô é ‘preconceituoso’

Armando Fávaro

12 de maio de 2011 | 22h40

André Mascarenhas, do Estadão.com.br

 O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva classificou nesta quinta-feira, 12, como “preconceituoso” o movimento de moradores do bairro de Higienópolis, zona central de São Paulo, contra a instalação de uma estação de metrô na Av. Agélica.

“Eu acho um absurdo porque isso demonstra um preconceito enorme. Eu pessoalmente não posso conceber que uma pessoa que estudou tanto, que uma pessoa que tem posses, seja preconceituosa e queira evitar que as pessoas mais humildes possam transitar no bairro onde moram”, disse Lula ao deixar o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, após receber homenagem.

 O comentário foi semelhante ao feito pelo ex-presidente quando questionado sobre um artigo do também ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sobre o papel da oposição.  No texto, FHC sugere que o PSDB pare de disputar os votos do “povão” com o PT.

“Sinceramente não sei como alguém estuda tanto e depois quer esquecer o povão. O povão é a razão de ser do Brasil. E do povão fazem parte a classe média, a classe rica, os mais pobres, porque todos são brasileiros.”, disse Lula na ocasião.

 Mais cedo, Lula foi homenageado por ocasião do 52º aniversário do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, entidade a partir da qual se lançou para a política na década de 1970.

 Líderes sindicalistas e personalidades próximas ao sindicato também foram lembrados e homenageados durante a comemoração. Além de Lula, estavam presentes alguns dos ex-presidentes da entidade, como Vicentinho, José Lopez Feijóo e Jair Meneguelli, além do rapper Rappin Hood.

Mais conteúdo sobre:

Av. AngélicaHigienópolisLulametrô