Em SP, Gabeira participa de evento com Serra e minimiza resultado de pesquisa
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em SP, Gabeira participa de evento com Serra e minimiza resultado de pesquisa

Ricardo Chapola

03 de agosto de 2010 | 16h23

André Mascarenhas

Ao lado do presidenciável tucano, José Serra, no zona Sul de São Paulo, o candidato do PV ao governo do Rio de Janeiro, Fernando Gabeira (PV), negou hoje que haja constrangimento em participar de agenda de um dos adversários da postulante de seu partido ao Planalto, Marina Silva.

gabeira_serra_SP_ErnestoRodriguesAE03082010

Serra e Gabeira visitam centro médico na zona sul de São Paulo

Ao ser questionado se havia comparecido, mais cedo, a um compromisso da candidata do PV na Febraban, Gabeira disse que acompanhará a candidata verde em evento de campanha no Rio no próximo dia 7. “Marina entende perfeitamente e os eleitores entendem perfeitamente. Não ficou mal”, disse sobre estar ao lado de Serra.

Segundo o candidato do PV, sua passagem pela capital paulista tem por objetivo conhecer uma Ambulatório Médico de Especialidades (AME) no bairro de Heliópolis. Gabeira lembrou que esteve em Curitiba para conhecer o projeto ‘Mãe Curitibana’.

O candidato ao governo do Rio também descartou que a agenda em São Paulo possa prejudicar sua campanha no RJ. “Vim aprender algo para aplicar no Rio, o reflexo é positivo. E o Rio não tem problemas de bairrismo”, disse.

Pesquisa

Gabeira minimizou a última pesquisa Ibope/Estado/TV Globo, no qual aparece 44 pontos atrás do atual governador Sérgio Cabral (PMDB), candidato à reeleição. “As pesquisas nesse momento não representam muito para mim e possivelmente não representarão nos próximos dias”, afirmou.

Segundo ele, a campanha no Rio “toma posições mais tardias”. Gabeira citou o exemplo do ex-governador Leonel Brizola, que foi eleito tendo iniciado campanha com 3% das intenções de voto. “As pesquisas agora têm um efeito mais de suscitar análises, mas elas não são decisivas.”

selinho_twitter2

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: