As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Para Fábio Feldmann, os 9% de Marina Silva são ‘excelentes’

Camila Tuchlinski

09 de junho de 2010 | 18h01

Por Roberto Almeida

Pouco antes de embarcar para Brasília, onde participa da convenção do PV que lançará amanhã Marina Silva candidata à Presidência, o ex-deputado e pré-candidato verde ao Palácio dos Bandeirantes, Fábio Feldmann, disse ver como “excelentes” os resultados obtidos pela presidenciável até agora nas pesquisas.

Feldmann, otimista, avalia que, após a Copa do Mundo, Marina deve crescer nas pesquisas por sua abordagem. Ela rechaça o enfrentamento e aposta no debate de ideias para qualificar a corrida presidencial, apesar da difícil tarefa de trazer a questão da sustentabilidade e economia de baixo carbono para o centro das discussões.

Para ilustrar, o ex-deputado lembrou Mário Covas (PSDB), em 1989, que começou bem mas acabou com votação abaixo do esperado. FHC, em 94, que começou com 3% e chegou à Presidência. “Pela experiência que tenho, acredito em mudanças no cenário”, disse.

Marina atingiu 9% do eleitorado, de acordo com a última pesquisa Ibope. Amanhã é seu grande dia, em que ratifica sua postulação à Presidência. Entre os discursos mais esperados está o do teólogo e ex-petista Leonardo Boff, que tratará a candidata verde como “a verdadeira sucessora de Lula”.

Siga a editoria de Política do estadão.com.br no Twitter

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: