Para Alckmin, candidato petista em SP é indiferente
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Para Alckmin, candidato petista em SP é indiferente

Lilian Venturini

07 de novembro de 2011 | 11h00

Luciana Nunes Leal, de O Estado de S.Paulo

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou ser “indiferente” o nome do candidato petista para as eleições municipais de São Paulo em 2012. Na semana passada, a senadora Marta Suplicy (PT) desistiu da candidatura para dar lugar ao ministro Fernando Haddad (Educação). Nesta segunda-feira, 7, lideranças tucanas participam do seminário do PSDB “A nova agenda – desafios e oportunidades para o Brasil”, no Rio de Janeiro, para discutir projetos do partido para as próximas eleições.

Ao chegar ao evento, Alckmin evitou falar sobre a sucessão da prefeitura paulistana e da presidente Dilma Rousseff, em 2014. Sem candidato definido em São Paulo, o PSDB deve realizar prévias em janeiro para escolher entre o secretário estadual de Cultura, Andrea Matarazzo, José Aníbal (secretário de Energia), Bruno Covas (secretário do Meio Ambiente) e Ricardo Trípoli (deputado federal).


Serra. Depois de escrever em seu Twitter que estava em viagem ao exterior e só voltaria na terça-feira, 8, ao Brasil, o ex-governador José Serra também participa do seminário. “Serra gosta de fazer suspense ate o fim”, disse um partidário antes da chegada do tucano. Questionado sobre a participação de Serra nas próximas eleições, Alckmin voltou a dizer que o ex-candidato conta com apoio da sigla.  “Serra é um dos melhores quadros do PSDB, uma liderança nacional. Ao que ele for (candidato), terá nosso apoio”, disse o governador. Além de Alckmin e Serra, estão presentes no seminário o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o senador Aécio Neves (MG)  e o governador de Minas Gerais, Antônio Anastasia.

Atualizado às 12h49

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.