Palanque – Um giro pelas campanhas eleitorais
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Palanque – Um giro pelas campanhas eleitorais

Jennifer Gonzales

20 de agosto de 2010 | 22h04

Luciana Nunes Leal

BRASIL1

Discurso emocional de Lula se espalha entre petistas

A candidata do PV Marina Silva chamou de “infantilização da política”. Os tucanos definem como “coronelismo eletrônico”. E os petistas não dão a menor importância para a crítica dos adversários ao tom emocional da campanha de Dilma Rousseff, inspirado no presidente Lula. A ideia de “pai” e “mãe” dos brasileiros e expressões como “meu povo” e “minha gente” são usadas à exaustão pelo marqueteiro João Santana e imitadas pelos petistas em campanha País afora. O formato choroso tenta atenuar a fama de durona da candidata e facilitar a mensagem de que Lula se despede do governo, mas não abandonará a população, que deixará sob os “cuidados” da ex-ministra. Embora ataquem o conteúdo, os tucanos, com certo desânimo, reconhecem a alta qualidade da propaganda de TV da adversária.

CEARÁ

Troca de comando

A estreia do horário eleitoral de rádio e TV nos Estados, quarta-feira passada, coincidiu com a saída da equipe de marketing dos tucanos Marcos Cals, candidato ao governo, e Tasso Jereissati, ao Senado. O jornalista Marcos Martinelli e o publicitário Antônio Costa Neto não se entenderam e deixaram a campanha. O primeiro programa tucano na TV foi criação da dupla. O segundo, exibido ontem, já teve o toque de Sandra Kraucher, nova marqueteira da campanha, experiente em trabalhos com o PSDB. A partir de segunda-feira, a propaganda tucana estará toda sob o comando da publicitária.

MINAS GERAIS

Atenção aos evangélicos

A presença de Michel Temer (PMDB), ontem, na Convenção Estadual das Assembleias de Deus, em Juiz de Fora, foi o terceiro grande encontro do candidato a vice-presidente com evangélicos. Amanhã, o deputado deverá assistir a um culto da Assembleia de Deus de Campo Grande, na zona oeste do Rio. Temer e Dilma Rousseff têm se revezado em compromissos de campanha com diferentes grupos religiosos e repetido o compromisso de não se engajarem em causas controversas como a legalização do aborto. Depois dos evangélicos, Temer se reunirá no Rio com a comunidade árabe.

RIO

Disputa fora de hora

Além de presidente, deputado federal e estadual, governador e dois senadores, os eleitores do município de Valença votarão também para prefeito em 3 de outubro. Cinco candidatos disputam a eleição suplementar.

BRASIL2

Conexão internacional

Uma comitiva de jornalistas búlgaros quer vir ao Brasil para entrevistar Dilma Rousseff. O interesse tem explicação: a petista é filha de um búlgaro, Pétar Russév, que, no Brasil, “adaptou” o nome para Pedro Rousseff.

SOBE & DESCE

seta_cima (2)Propaganda

Obras na TV

Candidatos vão às favelas gravar cenas nas quais exibem construções de passarelas, escolas e postos de saúde.

seta_baixoRealidade

Saneamento precário

Os parcos investimentos em obras sem dividendo eleitoral levam ao cenário desolador revelado ontem, com 32 milhões de domicílios sem esgoto.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.